Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do adolescente busca aumentar o seu impacto em 2021

0

O Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente foi criado no ano de 1991, com a finalidade de proporcionar meios financeiros para apoiar ações de promoção, proteção e garantia dos direitos da criança e do adolescente no Município.

No ano em que é celebrado seu trigésimo aniversário novidade pode resultar em novos convênios com instituições parceiras

Nesta sexta-feira (26) o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente chega aos seus 30 anos com uma iniciativa inédita e para celebrar este marco, a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social irá realizar uma transmissão ao vivo às 15h30 pelas mídias sociais da prefeitura para abordar iniciativas que garantam os direitos da criança e do adolescente no município, além dos avanços nos últimos anos.

O bate-papo será comandado pelo secretário da pasta, Cláudio Freitas, ele que também foi responsável pela gestão do fundo por 6 anos. Participam com ele a Gerente Nacional de Relações Institucionais das Aldeias Infantis, Joanna Calazans e a vereadora Wanessa Andréa que é pedagoga, educadora social, defensora da família, do ser humano e seus direitos.

A novidade deste ano é que agora o FMDCA está apto para receber doações de pessoas físicas via imposto de renda. O contribuinte terá a oportunidade de mudar a vida de centenas de crianças, escolhendo no momento da declaração a destinação dos seus encargos.

“As doações ao FMDCA são muito importantes para que o município, junto com a comunidade, consiga, de forma efetiva, promover a garantia dos direitos de crianças e adolescentes. Especialmente neste momento, de pandemia, a união de esforços para vencermos essa situação é de extrema importância. E cada pessoa que declara o imposto de renda, pode colaborar nessa missão”, explicou Freitas.

Ao todo mais de R$ 750.000,00 (Setecentos e cinquenta mil) reais foram repassados entre 2014 e 2021 para entidades como APAE, Aldeias Infantis, CEDESP (Provim), Grupo Escoteiro Guaypacaré, Instituto Dialogare, Serviço de Obras Sociais (SOS) e Projeto Guri.

fmdca-banner1
fmdca-banner2
fmdca-banner3

Share.

Leave A Reply

...